Namorando um bissexual

Fui um babaca por não cortar o mal pela raiz?

2020.09.18 16:54 Rafa_Lima1 Fui um babaca por não cortar o mal pela raiz?

Olá Luba, turma e possível convidado. Minha história é bem grande, todavia a resumirei o máximo possível. Conheci uma garota a alguns anos atrás, na escola. Conversávamos muito e sempre fomos bem claros sobre ficarmos, porém, ambos acabamos namorando pessoas diferentes e paramos de conversar por um tempo. No entanto, anos depois, com o meu termino e dela, voltamos a nos falar e eventualmente a se relacionar. Desde o começo, deixamos claro que não passava de uma relação superficial. Nada sério. Até porque nossos términos eram recentes, e até onde eu acreditava, não queríamos qualquer apego afetivo no momento. Nesse período em que nos relacionamos; sempre a tratei MUITO bem, apresentei-a aos meus pais e amigos; pois sempre éramos vistos juntos, e eu acreditava que o mínimo que devia fazer era inseri-la em alguns de meus círculos sociais. Entretanto, certa vez, ela disse que me amava. Não demorou muito para que eu dissesse que não estava pronto para um relacionamento, e de fato não estava, pois no momento estou com foco em outras coisas. Fato é que após eu dizer isso, ela e uns amigos começaram a tirar sarro, principalmente em tom de revolta, pois não acreditavam que eu estivesse falando sério; quando vi que algo mais complexo estava vindo por parte dela, acabei optando por deixarmos de ficar, e assim fizemos. Recentemente, um garoto da cidade, no local onde ela trabalha, acabou dizendo que se sentia atraído por mim. Ela ouviu e veio me falar, não dei muita bola, até porque não sentia atração por ele e o via como amigo. Afim de curiosidade, sim, sou bissexual, e sim, ela sabia. Enfim, essas informações acabarão por ser válidas mais a frente. Dias atrás a chamei para jogar com uns amigos em comum, antes havíamos marcado de ficar após o jogo. No momento em questão, apareci com o garoto que havia dito sentir-se atraído por mim, mas como foi dito, não o via da mesma forma. Começamos a jogar; ela preferiu esperar e ficar conversando com o pessoal que não quis participar, só que durante a partida, subitamente, ela foi embora. Estranhei, pois tínhamos marcado de ficar no fim do rolê. Quando cheguei em casa a chamei no direct do Instagram, ela demonstrou raiva, mas não disse o porquê. No dia seguinte, meu amigo me chama e diz que ela estava com raiva por conta de eu ter levado o garoto que sentia-se atraído por mim. Logo, vendo que o motivo era irrelevante, pois não temos nada sério, deixei passar. Mas pelo visto ela não. Horas depois vejo que no Twitter, ela começou a soltar diversas indiretas sobre eu, e disfarçadamente, sobre o garoto. Algumas foram respondidas por ele, que não entendia o motivo, mas tentava ajuda-la. Nas publicações, era dito sobre como ela não recebia de volta a atenção que dava, como havia desperdiçado uma noite indo em um rolê e sobre como preferia estar em outro lugar, com outra pessoa, que ali. Mesmo após ler todas as coisas escritas, deixei passar. Pois acredito que se me adentrar mais, irei ocasionar coisas piores. A maioria dos meus amigos em comum a ela, dizem que estou errado por tê-la dado alguma esperança de relacionamento, mas como disse, sempre fui claro em relação ao que sentia pela mesma.
submitted by Rafa_Lima1 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.11 15:53 raposi42 SOU A BABACA POR BEIJAR ACIDENTALMENTE A NAMORADA DO MEU MELHOR AMIGO E FICAR COM RAIVA DELE?

Olá Luvas Foinochute, gatitas, editores, seres animados e desanimados do estudio do Luvas e turma que está a ler. Essa é uma história que faz tempo que quero compartilhar na turma feira, mas se não chegar no Luvas espero que ao menos alguém faça um haha ou solte arzinho pelo nariz lendo.
Então vamos lá Em 2016, conheci um amigo online através de um grupo de RPG, mas eu morava do outro lado do RS, então ficamos conversando só por mensagem por um bom tempo. O chamaremos de Calrs. Eu acompanhei os namoros e terminos dele e ele acompanhou os meus, e assim, ficamos muito amigos chorando no ombro um do outro e jogando juntos. Em 2018 eu fui morar na mesma cidade que ele (onde ja tinha morado antes) e finalmente nos conhecemos pessoalmente. Nessa época ele ja estava namorando uma menina há algum tempo e estavam muito bem juntos, e eu tinha avompanhado a distância o começo desse namoro. Foi muito fofo, de verdade. Vamos chamar ela de Carlsa. Eventualmente, ele me apresentou a um grupo de amigos dele, onde conheci meu namorado. Tudo era flores e felicidade ate que as coisas começaram a ir mal com o meu namorado e nos terminamos, mas naquelas de continuar amigos. Nessa época era final do ano e era pra ter a última sessão de RPG do ano, onde era muito óbvio que o meu ex estaria, mas eu decidi ir mesmo assim. Nessa época tambem, eu e a Carlsa tinhamos nos tornamos amigas e estavamos jogando juntas naquela mesa. Em um dado específico momento, estavamos ambas de pé, lado a lado, de ombros encostados, olhando algo na mesa, e nos viramos para nos olhar ao mesmo tempo. ACIDENTALMENTE (muito importante registrar) eu dei um SELINHO nela. Um selinho. Sabe selinho que as pessoas dão ate pra se cumprimentar? Esse selinho. Talvez valha ressaltar aqui que sou bissexual (mulher) e que eu realmente gostava muito da menina, mas eu nunca tentaria nada com ela, ate pq já via ela como uma irmã. Claro que a gente quase morreu de vergonha e fugiu cada uma pra um canto. Até ai acho que tava tudo bem. O problema foi no dia seguinte. Naquela noite, eu estava um tanto incomodada com a presença do meu ex, e quando eu fui embora, ele disse que me levava. Eu disse que não precisava, mas como ele insistiu, eu aceitei. Não ia precisar pagar uber ne. Ele me levou e é óbvio que eu não me estressei, pq eu sou uma pessoa muito calma. O pior foi dormir e acordar com uma penca de mensagem do Calrs por que eu tinha "beijado" a namorada dele e que ele não podia mais confiar em mim. Primeiro eu pedi desculpas e tentei explicar que foi um acidente, mas ele disse que não ia mais poder confiar em mim. Depois ele me falou que a Calrsa teve uma crise de ansiedade por causa daquilo e que a culpa era minha. Aparentemente, ela contou e alguem que viu a cena tambem falou e fez parecer que eu tinha feito tudo de propósito so por que ele não estava olhando. Assim eu perdi contato com aquele grupo por um bom tempo. Com o tempo eu fiquei com raiva dele por ter jogado nossa amizade no lixo daquele jeito por causa de um acidente ridículo desses, e depois eu so fiquei triste por ter perdido um grupo inteiro de amigos de uma só vez. Hoje em dia eles ainda namoram e ambos estão muito bem, e eu fico feliz por eles. Ate voltei a ter contato com esse grupo de RPG, meu ex acabou por se tornar meu amigo mesmo apesar de tudo que aconteceu, mas nunca mais foi a mesma coisa. Hoje me sinto extremamente deslocada com eles, como se não fosse bem vinda naquele grupo, mesmo sabendo que deve ser só paranoia minha, sinto que estão todos contra mim de alguma forma, mas ainda é meu único grupo de amigos nessa cidade.
Enfim, fui a babaca por ter beijado a namorada do meu amigo e guardado rancor pelo jeito que ele me tratou depois?
submitted by raposi42 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.11 00:33 maluzinhagameprays um almoço homofobico pt 3

oi pela terceira vez luba,editores, gatas, papeloes, e leitor ;)
estou aqui para terminar a historia do " almoço homofobico ".
peço perdao pelo nome [email protected], mas é que a historia ia ser outra, so que resolvi contar desde o inicio e nao troquei o nome chat.
as historias nao serao muito grandes pois n consigo escrever por muito tmp, se n fico com dor de cabeça kkkkkkkkkkkkk
enfim,nos paramos na parte da foto,entao,boa historia a todos <3
a foto foi tirada pela a minha melhor amiga " carla ", mas eu nao sabia da existencia da foto ate o grande dia do almoço homofobico.
alguns meses se passaram, e no inicio de 2018, eu e a aninha comecamos a namorar.
eu ja estava com 15 anos, e ainda ao tinha coragem de me assumir como homosexual, mesmo namorando.
aninha havia se assumido como bissexual no final de 2017, ela foi super apoiada pela familia e amigos e etc.
um final de semana, algumas semanas de começarmos a namorar, minha mae fala que vamos almoçar na casa da minha avó e que eu podia levar uma amiga ou amigo.
falei para a aninha, convidei, ela e ela disse que poderia ir sim, pois amaria conhecer minha familia e que seria uma boa chance para eu me assumir.
nos fomos.minha mae foi buscar a aninha na casa dela e postamos uma foto no insta " indo p casa da vo com a amig.., quer dizer, namorada hahaha".
(isso foi um belo erro)
a carla foi perguntar o porque eu chamei a aninha e nao ela, falando que desde que eu tinha comecado a namorar eu tinha esquecido ela e talz.
depois que chegamos na casa da minha vó, a aninha foi se apresentar e coisas assim, e depois de uns 15 minutos fomos almoçar.
eu,sendo vegetariana desde pequenininha, nao comi muito, e minha mae tentando dar aquela de "mulher fitness ocupada e moderna " (suspeitosamente especifico), terminou de comer, pegou o celular, e viu uma mensagem, mais especificamente uma foto que a carla havia enviado e adivinha oque era?
EXATO
a foto minha e da aninha
minha mae S U R T O U
ela gritou, esperniou, chorou, quase bateu em mim mano
começou a chamar eu e a aninha de nojentas e todo aquele papo de "deus nao vai te aceitar " ou "voce vai p infern0"
eu tentava nao demostrar raiva, mas eu fui logo socorrida pelo resto da minha familia
minha vó, primos, tias e tios me defenderam, disseram que a unica nojenta ali era a minha mae e que quem iria p infern0 era ela e etc
acabou que, no final,minha mae se arrependeu e eu perdoei minha melhor amiga.pode parecer meio babaca da parte dela, mas ela realmente se arrependeu. hoje moro em paz com minha mae e o meu pai, e eu e a aninha continuamos nosso relacionamento. ;)
obrigada por lerem e se vcs quiserem eu coloco uns extras aqui no reddit sobro as historias ksks
obrigada turma,desculpem pelo tamanho pequenos dos textos anteriores <3
submitted by maluzinhagameprays to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.10 16:22 PK_a Eu fui babaca por esconder o meu namoro da minha mãe por quase 2 anos?

Então, eu queria mto saber se eu fui uma babaca ou não com a minha mãe/minha família.
Vim de uma família um tanto conservadora (poucos possuem um pensamento liberal) e tbm de militares, mas esse não é o foco da história, eu sempre fui criada para poder "ter um namorado" e eu nunca me questionei sobre isso, pois além de ter sido ensinada desde pequena a ter esse pensamento, eu tbm nunca parei pra questionar sobre oq eu realmente queria
Já faz um tempo q eu "me descobri" q eu sou bissexual, e eu acabei conhecendo uma menina na internet, mas ela mora em outro país e por isso a gnt tem q manter o nosso contato a distância. Ficamos conversando por um tempo eai nós começamos a namorar, no começo eu não havia falado nada para a minha mãe pq eu não sabia q daria certo ou não. Depois de um tempo, fui notando q o nosso relacionamento tava dando certo e eu me sentia cada vez mais apaixonada por ela, foi aí ent q eu decidi em falar pra minha mãe sobre isso, pois eu confiava mto nela e sempre contava a maioria das coisas pra ela.
Qnd fazia mais ou menos uns 5/6 meses q estávamos namorando, eu falei para a minha mãe mas a reação dela não foi das melhores, ela me pediu pra apagar o contato dela na frente dela e nunca mais falar com a menina, aquilo me chocou mto pq eu não imaginava q a minha mãe reagiria daquela forma, ent qnd ela virou as costas, eu consegui o contato da minha namorada novamente, mas em outra rede social na qual a minha mãe não conhecia
Dps disso, q confiança q eu tinha sobre a minha mãe se quebrou totalmente, desde ent eu ficava me perguntando sobre oq eu poderia falar ou não com ela. Alguns DIAS dps, a minha mãe acabou pegando o meu celular enquanto eu tomava banho e descobriu q eu recuperei o contato da minha namorada, a gnt brigou bastante e eu quase chorei na frente dela, mas por ter uma certa dificuldade de chorar, isso não aconteceu, ela pediu pra eu excluir novamente o contato da garota e eu fiz oq ela mandou, mas novamente eu recuperei o contato em um aplicativo em q quase ngm da minha família tem e q graças a deus nós duas temos, desde ent nós conversamos em segredo e namoramos secretamente da minha família (ainda não tive a chance de saber sobre oq a família dela pensa sobre nós duas) e em novembro, iremos completar 2 anos de namoro, mas toda a minha família pensa q eu sou hétera e solteira
Eu fui babaca por tá escondendo o nosso namoro da minha mãe e da minha família por 2 anos e fingir q sou solteira na frente deles?
submitted by PK_a to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.29 02:17 JhowneeBitch O QUE SÓ ACONTECE EM FILMES MAS INFELIZMENTE ACONTECEU COMIGO

Olá, People, Luba e quem estiver lendo. Isso aconteceu e tenho testemunhas. Aliás, essa história é contada até hoje, talvez até por pessoas das quais nem lembro mais que existam. Mas vamos lá.
Começou em 2009, eu estava no último ano do ensino fundamental, e já me reconhecia como Bissexual. Na época, eu era talvez o único aluno daquela escola que era abertamente LGBT, então, consequentemente, acabei ficando muito popular. Todo mundo sabia quem eu era e etc. Lembrando que eu era o único, então, não tinham outros Boys por quem eu pudesse ter... Um lance. Só garotas. Então eu pegava um monte de garotas. Até que comecei a namorar com uma garota que vamos chamar de "N". Eu e "N" namoramos por quatro meses e tava tudo certo. Mas dentro de mim, eu sabia que eu não tinha nada de Bissexual. Que talvez fosse só uma fachada pra eu me sentir "Menos Gay" (Se é que isso faz sentido) até que vi que eu estava certo. Então, um dia, tomei vergonha na cara e abracei minha completa homossexualidade. Eu e "N" íamos e voltávamos da escola de Perua Escolar, então estávamos juntos dentro e fora da escola. Assim que virou o ano, para 2010, e eu entrei no colegial, Tive que terminar com "N" obviamente, e explicar tudo pra ela, que eu era GAY, não BI, que não dava mais pra continuar nosso relacionamento. Ela aceitou NUMA BOA. Inclusive viramos bons amigos. O que ela não sabia, é que um dos motivos por eu ter terminado também foi porque eu estava me apaixonando por um garoto, que vamos chamar de "W". O "W" não era da mesma escola que a gente. Mas a nossa perua escolar, carregava dois grupos de alunos ao mesmo tempo, os da nossa escola, e alguns da outra (a dele, no caso). Então eu via "W" todo dia também, na ida e na volta. Mas o "W" não era gay ou bi, ou pelo menos não aparentava. Eu fui chegando na amizade... mas com segundas intenções. Até que um dia, minhas segundas intenções ficaram claras pra ele. E para minha surpresa, ele revelou que também tinha sentimentos por mim. Nos beijamos e tal, mas ele ficou muito apreensivo, e decidiu que não teríamos nenhum envolvimento. Fiquei chateado, mas fazer o que. Todo adolescente pode ter conflitos sobre sua sexualidade, então aceitei de boa e passei esse pano pra ele. Até que, no dia seguinte, ele diz que sonhou comigo, que não conseguia parar de pensar em mim e boom! Me pediu em namoro. Eu aceitei, é claro! Eu estava apaixonado e era tudo tão emocionante. Namoramos, e muito bem! Não tinha brigas, DR, ou crises de ciúmes. Brincávamos muito, fazíamos piada.. Era um namoro cheio de alegria, muita química e cumplicidade. Tínhamos os mesmos gostos... era tudo perfeito. Passaram-se alguns meses, e um dia... Ele me disse que queira terminar. Acontece que ele estava sofrendo preconceito na escola dele. Havia inclusive perdido algumas amizades quando o fato dele estar namorando com outro garoto (eu) veio à tona. Ele não conseguia suportar a pressão do preconceito. Disse inclusive que muitas pessoas na escola dele haviam parado de chamá-lo pelo nome, e o chamavam só de "Viado." Ele inclusive ficou com medo que alguém contasse tudo pra mãe dele e etc. Então, terminou comigo. Eu fiquei DEVASTADO. E pior é que eu não podia fazer nada. Não adiantou falar nem opinar, porque eu mesmo, nunca senti na pele esse tipo de preconceito. Na minha escola, todo mundo era super gentil comigo e nunca sofri nenhuma rejeição.
Alguns dias se passaram, eu só conseguia sofrer por amor. Até que, "N", lembram dela? A minha ex? Então, eles começaram a ficar muito próximos... E quando me dei conta, estavam namorando.
Algo que eu não desejaria ao meu pior inimigo, é ver DOIS EX SEU SE PEGANDO, SE BEIJANDO E SE LAMBENDO NA SUA FRENTE, DIA APÓS DIA, ainda mais apenas uma semana depois do nosso término. Estávamos todos enclausurados numa perua escolar na ida e na volta, não tinha pra onde escapar, era impossível não ver eles se agarrando. Que merda! Eu a deixei por ele, ele me deixou, e depois ficou com ela? PQP!

Mas logo eles terminaram. Eu vi minha chance, voltei a me aproximar de "W" mas ele disse que não tinha nenhuma chance de nós voltarmos. Ele ainda estava atordoado com o que ele passou na escola dele. Que agora todos estavam começando a tratar ele normalmente de novo. Eu e "N" inclusive chegamos a brigar por causa de "W", disputando o amor dele feito dois trouxas. Até que ela desistiu e eu fingi desistir, mesmo chorando quase todo dia.
O ano letivo estava acabando, eu e "W" estávamos próximos de novo, mas sem beijos, sem carícias, apenas amizade. Eu me declarei e disse o quanto o amava, ele só conseguia segurar o choro. As férias de fim de ano estavam vindo, essa era minha última chance este ano? Ele disse que queria estar comigo, mas que não estava preparado ainda. Mas que eu o havia marcado, e que ele nunca esqueceria de mim. E que usaria as férias pra pensar sobre mim e a nossa situação, que ele me daria uma resposta definitiva sobre o nosso possível futuro assim que as aulas voltassem, no ano seguinte. Sim, eu passaria as férias e a virada do ano me torturando com isso na cabeça, mas ok.

Então, a perua chegou até onde ele morava, era vez dele descer. E uma última vez, eu disse "EU TE AMO". E ele respondeu "EU TAMBÉM TE AMO" prestes a chorar, batendo a porta da perua. Aquilo foi tão dramático, tão romântico, eu me senti num filme.
Passaram as férias, finalmente chegou o primeiro dia de aula. Eu fui com uma animação tremenda, mesmo temendo a resposta que ele pudesse me dar. A perua foi passando de casa em casa, e só ia aumentando minha tensão. Até que quando passamos pela rua dele, a perua passou direto. Então perguntei pro motorista - "O W vai faltar no primeiro dia de aula?" E o motorista me respondeu "Então... Ele não vem mais. Mudou de escola, não vou mais buscar ele."

Aquilo me destruiu. Completamente. Não o vi mais depois disso, mas também nunca o esqueci. Acho que o primeiro coração partido é o que dói mais. Até que 10 anos depois, por pura ironia do destino, minha amiga "J" (que é lésbica, aliás) disse estar batendo um papo com um carinha do face que gostava muito de Star Wars, assim como ela. Quando vi quem era... Minha alma quase saiu do corpo, era ele! Eu peguei o número dele. Quando mandei um simples "Oi", ele respondeu JÁ SABENDO quem eu era, só pela foto. Não perguntou meu nome nem nada. Ele sabia. Me chamou pelo nome e tivemos uma conversa longa que durou umas 7 horas. Mas foi uma conversa puramente amigável. Ele está bem, eu estou bem (Estou Muito bem, aliás, agora entrei num novo relacionamento com um rapaz muito bom, gentil e resolvido.) Mas acho que essa conversa que tivemos foi a prova de que, o que aconteceu lá trás, nunca vai sair das nossas cabeças.
Acabou aqui? Não sei. Provavelmente sim. Mas essa foi uma página da minha vida que custou 10 anos pra fechar. Ele me deixou num "Gancho" há 10 anos atrás que atormentou todos os relacionamentos que tive desde então, sempre com medo de me afeiçoar. Mas talvez... Eu não sei.
A garota "N" está muito bem também, somos realmente bons amigos e até saímos as vezes pra tomar uma cerveja. Foi isso, muito absurdo mas romântico ao mesmo tempo. Daria um Livro Teen? Quem sabe eu escreva. "N" inclusive já até me deu permissão pra escrever um.
submitted by JhowneeBitch to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.27 02:47 madudaramos um desabafo

eu nunca estive tão perdida na minha vida, com essa quarentena, ficar tanto tempo longe de meus amigos e namorado, sem responsabilidades como estudo ou trabalho, me deixou numa situação que eu cada vez mais fiquei a merce de mim mesma e meus complexos/problemas/malresolvimentos e eu não consegui mais fugir de mim mesma.
desde muito nova eu sinto atração sexual por mulheres, e eu achava que esse era o ""normal"", quando eu criança queria pesquisar "pornografia" e digitava no google imagens "mulheres gostosas", eu achava que isso era ""normal"", por mais que desde sempre fui ensinada assim como todas as pessoas que, como menina, eu tinha que gostar de meninos, namorar meninos e me apaixonar por meninos, e, normalmente, eu tinha minhas paquerinhas na escola, todos meninos.
até que um dia, assistindo um desses desenhos tipo family guy, eu reparei que a personagem tinha falado que tinha se exitado com um homem musculoso, e eu me indaguei se eu tinha que me sentir assim, completamente confusa, porque eu achava se só sentia atração por mulheres.
com o passar dos anos eu fui crescendo e aprendendo que o "normal" era as meninas se exitarem com homens, minhas amigas e primas me mostravam homens sem camisa e eu só ia na onda, eu só queria ser normal. eu não entendia pq eu era errada, mas nunca me preocupei muito com isso.
eu tive experiencias que todas mulheres heterosexuais tiveram, tive meu primeiro beijo, meus primeiros namoros, minhas primeiras experiencias sexuais, minhas primeiras paixões: todas com meninos. mas quanto mais eu amadurecia e mais o tempo passava aquele "segredinho" ia me consumindo e ficava cada vez mais dificil de fugir.
em 2017, com 16 anos, eu perdi minha virgindade com meu namorado na época, foi meu primeiro namoro sério. a ideia de ser bissexual tava muito real na minha cabeça e quando terminamos, em meados de 2018, eu contei pra um dos meus amigos próximos que eu tava questionando minha sexualidade e queria que ele desenrolasse alguma menina pra mim, mas mais ou menos um mes depois do término, eu me relacionei com meu melhor amigo, que eu sempre tive sentimentos, e eu tava completamente apaixonada, e por acaso, ainda estou, estamos namorando desde maio de 2018, completamos 2 anos recentemente e eu o amo muito, mas aí que vem o problema.
desde o um pouco antes da quarentena minha sexualidade voltou a ser uma tópico na minha cabeça que tava me enlouquecendo, eu tava/to apaixonada por ele, e por mais que eu sinta sim atração por ele, não é nada comparado ao que eu sinto quando fantasio por mulheres, eu acho que ao longo dos anos eu aprendi a amar homens, a deseja-los e tudo isso, mas no momento que eu to mais vulnerável, não é no sexo masculino que eu penso, e isso me corroe, porque eu não sei me imagino sem ele ao meu lado mas ao mesmo tempo a ideia de nunca me relacionar com uma mulher me deixa maluca, eu não tenho coragem de contar pros meus amigos porque eu tenho medo que tudo mude, e eu também tenho medo de num futuro que eu me apaixone por uma mulher eu tenha que me abrir pros meus pais e por mais liberais que eles pareçam, eu cresci minha vida toda ouvindo eles ridicularizarem lésbicas e gays com piadinhas e comentarios esteriotipados, eu tenho muito medo de que tudo mude, de que eu perca meu melhor amigo, eu tenho tanto tanto tanto medo de tudo .
talvez viver uma vida hetero seja mais fácil.
submitted by madudaramos to desabafos [link] [comments]


2020.07.25 02:29 SalutKido Fui o babaca por namorar um garoto um dia e no outro terminar?

Olá luba, gatos, editores e turma que está a ver. Hoje aqui e agora quero contar uma história que aconteceu faz 2 semanas atrás. (Se o luba estiver lendo isso, eu sou menino).
Bem, começando, fazia uns 3 meses que eu tinha conhecido o Carls, ele era bem gente boa e namorava minha ex melhora amiga (podemos chamar ela de Carlas). Aliás, fui eu que juntei aquele casal na altura. Eles não tinham durado muito tempo, menos de 1 mês de namoro. Problemas e tals que eles não se aturavam, além do mais que ele na altura fazia muita merda, ele tinha acabado com a amizade de todos apenas com aquele namoro. Então, o nosso "grupinho de amigos", que era Meu ex namorado, podemos chamar de Calv, a carlas e a minha atual melhor amiga. Bem, nós todos tinhamos um ranço enorme no Carls, pelas babaquisses que ele tinha feito, como sendo extremo machista com a Carlas. Passou uns 2 perto de 3 meses, eu e o Calv tinhamos terminado porque nosso namoro não estava mais dando certo. Nós tinhamos feito aquilo por nossa saúde mental. Eu e ele ficamos amigos, e não se passou disso. Mas, literalmente 1 dia depois o Carls DO NADA, vem e fala que fez a pazes com todo mundo, e queria se perdoar a mim. Eu realmente fiquei muito confuso, e perguntei ao meu grupinho. Todos tinham afirmado aquilo. O carls, veio dizendo para mim que estava namorando outra garota. (Lembrando, o Carls na altura era Bissexual). Eu aceitei as pazes dele. Não se passou disso. Ele todos os dias me mandava mensagens muito fofas dizendo que tinha feito de tudo para me encontrar e voltar a ser meu "amigo". Obviamente eu ficava desconfortável, mas uma hora eu me acostumei. Uma semana depois, o Carls tinha mandado imensos textões, frases lindas e comoventes a mim, e no final dizendo: Você quer namorar comigo? Eu fiquei em choque, não sabia o'que fazer. Eu ainda tava superando o Calv. Eu, sem noção nenhuma disse que sim. Bem, foi o maior erro que eu cometi naquele dia. Eu não sentia nada com ele, eu tinha ficado em choque e na hora errei, e aceitei. Bem, lembram na namorada nele? Ele tinha dito que tinha terminado com ela, porque tinha se assumido homossexual comigo. Bem, eu tava namorando com ele e deu o total apoio nele (porque eu também sou). No dia seguinte, vem a esperada hora que tanto me fazia sorrir, como chorar e me arrepender. Eu mandei por mensagem falando assim: "Eu quero terminar, me desculpa sério *Carls*, mas eu não quero mais sentir isso que estou sentido. Não é algo bom. Isso vai ser bom para nós dois, eu não gosto de você de verdade, e se isso continuasse, nós iamos ter vários problemas. Eu espero que você me entenda. Super compreensível você querer me bloquear e nunca mais querer me ver, eu te entendo e faria o mesmo. Mas se por alguma razão, podemos voltar a ser amigos. Você realmente mudou desde aquela vez." Eu tinha falado que tinha terminado com todos, menos com o Calv. A Carlas ficou super chateada, falando que eu era babaca e foi a pior coisa que eu fiz. Eu falei que sim, realmente fui o babaca imenso por isso, e eu sei meu erro. Bem, poderia acabar por aí né? Mas não. O Carls manda um monte de mensagens falando que eu arruinei a vida dele, e o namoro de 3 meses com a ex dele. Que ela se importava e amava ele de verdade. Eu fiquei muito confuso, porque ele não era homossexual? Quando eu me questionei e perguntei isso. Ele me falou "Não sou homossexual, não mais, nunca mais." Eu fiquei chateado realmente, mas eu não tinha razões nenhumas para "quer ter algum tipo de argumento". Poderia ter acabado aí também, mas ele continua falando que a saúde mental dele estava totalmente arruinada, alem que ele tem ansiedade (até por onde eu sei). Eu fiquei muito preocupado com isso, eu tinha esquecido sobre aquilo tudo (ou tentei), e recomendei a ele um monte de psicólogos, sites e algumas ajudas que me ajudaram, tentei fazer de tudo para tentar ajudar ele com a saúde mental dele. Eu me preocupo muito com isso. Eu sempre quero deixar minha saúde mental estável antes de fazer algo. Quando eu recebo a mensagem dele apenas ignorando o fato de eu tentar ajudar ele, e ele continua falando "você arruinou tudo, não se brinca com sentimentos." Eu explodi, e fiquei muito puto. Eu mesmo "sem razões", dei block nele em tudo qualquer lugar, e esqueci ele. Mas, no mesmo dia, o Calv vem e me manda uma mensagem falando "Oi, eu queria pedir desculpas em dizer que não estava preparado pra namorar contigo, eu queria voltar." Obviamente eu falei: "Kkkk, bobinho. Eu sei que isso é apenas um planinho besta e estúpido seu e do Carls para você namorar comigo, e no outro dia acabar comigo". Ele vem e fala: "Caralho, resumiu bem". Eu só queria sumir deles dois, e nunca mais ver eles. Mas eu não fiz isso, pelo menos não com o Calv. Eu pensei que tinha acabado, mas pela décima vez estava enganado. Calv me manda muitas mensagens, sendo elas prints do Carls uau! Eu não respondi nenhumas, mas elas se resumiam em "Eu odeio esse viadinho". E, o calv virou melhor amigo do Carls. Depois daquilo, eu dei block no Carls. E ainda a carlas, que também protegia eles, eu dei block uns dias depois.
Eu sou o babaca?
submitted by SalutKido to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.21 00:28 eae_biz Fui a babaca ou ele o mongol? Kkkkk

roii luba, editores, gatas,(que na minha opinião são as principais), turma que esta a ver e etc. Quero saber se eu fui a babaca...contexto: me assumi bissexual esse ano, e eu tava namorando um com cara homofóbico, e terminei com ele, pois ele nao gostava de pessoas LGBT+, só que ele nao levo nada bem, disse que alem de eu ter traido ele eu meti. Tambem tem essa Carla que ERA minha amiga, mas ela ficou puta comigo por que fiquei com a mina que ela gostava, vcs podem esta achando que fui talarica mas em um porem ai, mas isso é outra história. Aqui ta uns print da minha conversa com o meu ex no insta, em uma das 5 contas que ele fez. (prints: https://imgur.com/a/GZdxvNx )
submitted by eae_biz to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.17 23:14 -NoThINgG- Meu namorado de 2 anos terminou comigo por ele ser poligamo.

Para quem não sabe, poligamia e ter consentimento de uma pessoa ter varios namorados(as) ou maridos(esposas) ao mesmo tempo.
Tenho 18 anos e faz 5 anos que eu sou bissexual, sempre fui mais na minha e nunca fui muito de "ain só namoro com homos/bi/pan e etc" mas a 3 anos conheci uma pessoa que eu simplesmente adorei ela, vamos chamado de Evan, depois de alguns meses Evan e eu ja estávamos namorando seriamente e ele me disse que era poligamo, eu falei que tudo bem e que ele podia fazer oque quiser e que eu não me importava, mesmo uma parte de mim sabendo que isso era mentira.
Ficamos 2 anos namorando e até abril de 2020 ele só tinha dois namorados, eu e outro cara (vamos chamalo de Rodrigo), e então ele me manda uma mensagem dizendo que tava muito feliz que tinha começado a namorar um cara que ele conhecia no Twitter a mais de 1 ano, aí começou minha paranoia, tipo ele gostava muito de um cara a 1 F*CKING ano e eu não sabia, tipo nenhuma hora ele me fez algum pedido ou conselho sobre esse cara, estranho mais eu ainda não estava tão desconfiado nem nada parecido.
17 de junho de 2020, sem querer uma foto do Rodrigo passou no meu feed (provavelmente retwittada pelo Evan) e eu percebi que tinha uma conversa enteira entre ele e o Evan, e nas minhas fotos ele nunca comentava nada as vezes nem curtia, mais tudo bem eu não estava com ciúmes ou nada (até porque a gente se falava bastante pela DM) mas resolvi entrar no perfil do Rodrigo no Twitter e toda foto dele o Evan comentava e falava com ele, fui ver no perfil do outro namorado e era a mesma coisa, então eu fui perguntar para ele, tipo tudo bem fazer isso eu só queria saber se ele agia diferente com os outros dois, ele me falou que amava nos dois igual e que não tinha motivo para me preocupar.
Eu comecei a falar menos com ele pois estava entrando em um novo trabalho, mais esqueci de contar para ele por causa da quarentena e então ele má manda uma mensagem desse jeito: "Olha Lucas, você e um cara muito legal e eu te admiro muito mais eu não consigo mais namorar com você, não consigo suportar o fato de você achar que eu não te amo '(com o detalhe que eu nunca falei isso)' e por isso quero terminar".
Quando eu cheguei em casa e li a mensagem meu corpo formigou, Evan era a melhor pessoa que eu já tinha conhecido e eu não suportei o fato de ele ter terminado um namoro de 2 anos comigo por que eu citei que ele falava mais com os outros dois, fiquei em choque, demorei mais de uma semana inteira dentro do meu quarto para me recuperar.
Esse tinha sido meu primeiro relacionamento que chegou a dar certo e ele acabou de repente por que eu li os comentários de um twett 😃, pelo menos deve ter gerado algum indeferimento para vocês.
submitted by -NoThINgG- to desabafos [link] [comments]


2020.07.17 18:54 AnneSelinaTodd Aquele em que levei chifre porém...

Olá Lubinha, turma que está a ver e editores! Espero que esteja tudo bem com vocês. A minha historia se passa em 2018, eu estava no 9 ano estudando no Famigerado colégio de Freiras de PG, Medalha Milagrosa. Eu estava namorando com um menino, vamos chamar ele de JV(nota: sou bissexual, e isso vai fazer fazer sentido dps). Era meu primeiro namoro "oficial", e eu estava mto apaixonadinha, mas bem chateada, pois JV não queria oficializar nosso namoro para nossos amigos, e isso me fazia me sentir mto mal(Outra coisa é que agora vejo que eu era mais um tipo de prêmio pra ele). Nosso namoro não estava aquelas coisas, e eu estava dando tudo de mim, até um pouco minha sanidade, que também não era muita. As últimas semanas do nosso relacionamento estavam boas, até que antes de eu ir para a aula, o JV disse que tinha algo para contar para mim, mas eu não consegui carregar mais as mensagens pois a van que eu ia para a escola ja estava longe da minha casa, e já durante a aula, quando um amigo emprestou créditos, ele havia dito que: estava namorando minha amiga(chamemos ela de K) ENQUANTO ESTAVA ME NAMORANDO. Eu fiquei sem reação. Eu fui para o grupo onde tinha ele, e essa minha amiga, e mais outros amigos onde eles estavam revelando o namoro. Estava travada, tudo que eu consegui sentir era um embrulho gigantesco vindo, então sai correndo pro banheiro pra vomitar e chorar( eu sou muito fraca fisicamente e psicologicamente, e nessa época estava passando por uma fodida depressão, entt já viu). Eu não era o tipo de garota que tirava satisfação, então simplesmente fiquei """aproveitando""" minha dor de chifre. Um mês se passou, e a K me mandou mensagem, perguntando porque eu estava tão distante, se ela tinha feito algo(nota2: eu só bloqueei o menino, o resto do povo não), eu ja mais forte, tomei coragem e fui tirar satisfação com ela, fiz um textão educado, porém sério sobre aquele merda. Ela ficou chocada e muito puta da vida(ela é bem explosiva) ela detonou o garoto, ficou do meu lado e obviamente terminou com ele. Ela e eu cada vez mais nos tornamos mais amigas que antes, e atualmente, estamos namorando e sempre assistimos o seu canal💓. A "teoria" da K é que desde o início da nossa amizade, de todos no geral, ele sempre tentava pagar de bom moço, mas na verdade era um cara abusivo e tóxico, principalmente comigo e com ela, mas com as outras garotas do grupo também. Antes de namorarmos ele, quando só eramos um grupo saudável de amigos ele se vitimizava sobre o ocorrido em que ele foi chifrado por outra garota do grupo, que já nem fazia mais parte do mesmo. Fazia o típico cara amoroso e gentil, o famigerado "sonho de toda garota" mas era só uma máscara de alguem hipócrita e vazio. Ps: Eu encurtei bastante o que houve se não ficaria gigantesco a história, e infelizmente eu não tenho mais prints pq meu celular e chip antigo foram pro brejo Pss: O garoto fica ainda tentando me mandar msg no face e fica me mandando solicitação de amizade, com o rabinho entre as pernas.
submitted by AnneSelinaTodd to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.16 03:51 AnnaLuisa1371 Minha prima está sendo babaca por não querer que seu futuro filho conheça a sua avó homofóbica?

Olá Luba, editores, gatas e turma que está ha ver, essa história que vou contar aconteceu com minha prima, eu perguntei se podia postar aqui e ela deixou. A minha prima se assumiu bissexual quando tinha 17 anos, mais como na época ela tinha um namorado a família não levou a sério, tratou como se fosse apenas uma modinha adolescente. Um tempo depois quando ela terminou com esse namorado ela começou a namorar uma garota, quando ela foi falar prós pais que estava namorando com uma garota eles surtaram e disseram que não queria conhecer a namorada dela e que ela tinha uma semana para acabar com essa história de gostar de garotas se não ela seria expulsa de casa, ela falou que não ia terminar com a namorada dela então ela veio morar aqui em casa, minha mãe foi a única tia que aceitou minha prima. Uns anos se passaram e a minha prima estava noiva e esperando um bebê, a mãe dela ficou sabendo pela internet que ela tava grávida e foi visitar ela, quando ela chegou a primeira coisa que ela fez foi abraçar a filha dizendo que ela sabia que tudo aquilo de ser bissexual era só uma fase e que ela estava ansiosa pra conhecer o primeiro neto dela, minha prima empurrou ela e disse que ela ainda era bissexual e que ela nunca conheceria o neto dela. A mãe tentou se atualizar da gravidez da minha prima mas nós não falamos nada. Me digam, vcs acham que minha prima está sendo babaca por não deixar que a mãe dela conheça o seu primeiro neto?
submitted by AnnaLuisa1371 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.26 08:41 CoalaMolhado8 O dia que quase empatei uma F*da

Olá, Luba, gatas, editores, papelões, possível convidado e turma que está a ver.
Essa história não é algo envolvendo cococo, mico ou chifre, é só algo realmente triste que eu queria compartilhar pq veio a tona recentemente.
Nota: sou gaúcho então pode fazer o sotaque se quiser.
Quando eu tinha uns 15 anos, e tava no primeiro ano do ensino médio, eu gostava de uma menina, vamos chamar ela de Carls. Um dia a Carls me chamou pra uma "festinha" na casa de uma amiga nossa que vou chamar de Larls, perguntei quem ia na "festinha" e ela falou "Eu, a Larls, a Narls, o Parls e o namorado da Larls." Eu pensei, blz eu vou e talvez lá eu vou tentar ficar com a Carls. Chegou o dia da festinha e eu fui até a casa da Larls, todo cheio de mim pq achei que ia conseguir ficar com a Carls, chegando lá, meu coração se quebrou, descobri que a Carls, estava namorando um cara chamado Sarls, que era amigo do Varls(namorado da Larls). Naquele momento me senti muito mal pq eu já conhecia a Carls a muito tempo, e achei que ela me falaria quando ela começasse a namorar. Como qualquer pessoa que teve sonhos sentimentos e esperanças destruídas eu fiquei devastado. Passei boa parte da noite chorando em um canto, na esperança de que ninguém me visse. Acontece que a própria Carls me viu e foi falar comigo, conversamos e ela me acalmou bastante, fiquei um tempinho isolado antes de voltar pra multidão para as pessoas não notarem que eu estava mal. Voltando pro grupinho, conversamos, fizemos algumas brincadeiras (inclusive o Varls conseguiu jogar uma garrafa da varanda do prédio e acertar uma lata de lixo do outro lado da rua). Passou se mais um tempo, e as meninas deram uma ideia de fazer cookies. Elas se retiraram por algum tempo, e nesse momento, eu, Varls, Sarls e Parls ficando conversando. E por algum motivo Varls começou a me xingar muito por estar sofrendo pela Carls, eu não aguentei e voltei a chorar, o Sarls começou a me defender enquanto o Parls quebrou e não sabia o que fazer. Quando perceberam a briga as meninas foram ver o que estava rolando, e a Larls também começou a dizer que eu estava estragando o rolê e que eu tinha que esquecer a Carls, pq ela estava com o Sarls. A discórdia foi plantada e eu saí do lugar pra ao menos chorar em paz. O Parls, foi me acalmar depois de fazer geral parar de brigar. (Eu ate pensei em ficar com ele naquele dia - sou bissexual). Voltei pro resto do grupo de novo, dessa vez sem nem pensar em esconder que estava chorando, até pq já tinha o feito no meio de todo mundo. Comemos os cookies e assistimos um filme, e como era de se esperar só eu e Parls assistimos o filme. Acabou o filme e fomos dormir. A Larls e o Varls forms pro quarto dela, enquanto o resto ficou na sala. Eu e Parls no sofá e a Carls e o Sarls no chão. Antes de dormir chorei mais um pouco, até que percebi uma certa movimentação vida do chão, quando percebi que os dois coelhos no chão estavam praticando a tal da Ré no Kibe, Tchaco tchaco na butchaca, vapo, sesgo, molhando o biscoito, sapeca iaiá, entre outros derivados. Eu pensei em mandar eles pararem e terem bom censo, mas acabei chorando ainda mais e deixando eles terminarem pq eles tinham sido muito legais comigo a noite inteira e eu tinha "Destruído o rolê" segundo o Varls. Essa é a história de como eu fui espectador de uma xuxada na bolacha... Obrigado a todos que ficaram até aqui, blá blá blá =30
submitted by CoalaMolhado8 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.12 10:11 LinnenYuniPqSim Sou babaca por me apaixonar pela minha melhor amiga ?

Acho que é difícil o Luba ler isso aqui mas ok , me jogo na lava pra me queimar mesmo. Olá Luba , editores , gatas , possível convidado(a) e pessoas da turma que estão lendo.
Bom , eu mudei de escola no terceiro ano do fundamental 1 , atualmente estou no oitavo ano e a minha amiga Esmeralda(vou chamar ela assim pq eu amo esmeraldas , HAH) também está no oitavo e enfim. No quarto ano eu conheci ela e eu realmente fiquei curiosa por ela sabe. Tinhamos os mesmos gostos , tinhamos raiva das mesmas pessoas e ambas nós duas tinhamos ciúmes uma da outra , era meu segundo ano naquela escola e eu ainda era meio tímida , e a minha amiga q tinha entrado na escola junto comigo estava em outro período ou seja , eu estava sozinha , ela desenhava junto comigo também. Enfim , eu e a esmeralda éramos boas amigas , claro , briguinhas bobas de criança como:"VAI LÁ COM A SUA OUTRA AMIGA VAI" Mas tava na cara que a gente ficava de boas depois , o que eu achava muito estranho pq tipo , ela não era de desculpar as pessoas mas comigo ela tava sempre me perdoando. Tá , seguimos do quarto ano até o sexto juntas , eu lembro que toda semana morria pelo menos 2 parentes dela , e era tantas as vezes que ela vinha me falar que as crianças percebiam e ficavam zoando com a cara dela , eu tinha um pouco de medo porque diziam sempre: "Ó Linnen , a Esmeralda tá apaixonada por vc , vive inventando coisa pra chamar sua atenção." Eu comecei a acreditar nas pessoas , até comentava com a minha mãe , e quando eu falei com ela de que a menina poderia estar só querendo minha atenção minha mãe concordou. Nisso eu me afastei dela , eu estava com outra amiga , eu tinha medo dela naquela época , e aí ela focou a vida no amigo dela e mesmo assim ainda tinhamos ciúmes uma da outra. No sexto ano eu perdi todo mundo , eu só tinha ela por perto , eu não conhecia ninguém daquela nova sala , então é , eu voltei a ficar por perto dela. Mas naquele tempo eu estava olhando ela de outra forma , eu notei que precisava dela por perto ou então eu iria morrer sozinha Eu me arrependi de tudo , de todas as vezes que falei mal dela , de todas as vezes que ignorei os momentos que eu podia ter ajudado ela e não ajudei. Eu perdi o foco nos estudos , eu dediquei todo o meu tempo para ela , a todo momento eu estava com ela. Saíram boatos que nós estavamos namorando , era 2018 e ainda tinha aquela polêmica se tivesse casal gay ou lésbico eu negava sempre , mas ela não ligava pra nada e eu nunca notei. Perto de maio , ela começou a namorar aquele amigo dela , mas não deu certo Um dia a irmã dela descobriu que o pai delas não era fiel ao casamento e aí vem o divórcio , junto com isso aquele idiota do namorado dela ficou tirando sarro da cara dela e eles terminaram. Como eu disse , o povo tinha medo dela e ela não tinha boa fama , mas eu dediquei meu tempo todo pra ela lembram ? O ano estava acabando , e ela estava indo pra de manhã no sétimo. Eu conversei com meus pais mas não deu certo Por fim , chegou a porcaria de 2019 , eu de tarde ela de manhã com a nossa outra colega(mais ou menos , a Esmeralda e essa colega tinham brigado no final do ano por causa dos jogos da escola) Enfim , ela saiu da escola e também não respondia minhas mensagens , nem por e-mail , nem instagram , nem amino nem mesmo Whatsapp. Eu estava muito preocupada , eu ia ora escola sozinha pensando nela. Normalmente eu estava neutra a todo momento , não tinha muitas pessoas , eu tinha conhecido umas meninas legais mas não era o mesmo que estar com a Esmeralda entende ? E aí , de repente eu recebo a mensagem dela no amino uns 3 ou 4 meses depois das aulas terem começado Ela estava com um relacionamento virtual , eu tava de boas naquela época eu nunca pensei na possibilidade de eu estar apaixonada por ela. Passou o tempo e aí okei né , eu descobri que sou bissexual , falei isso pra ela e ela disse que também é. Nesse tempo ficávamos ligando uma pra outra todo dia que eu chegava da escola e bem um dia eu pensava nela , outro dia eu ficava louca pra voltar pra casa e ver aquele sorriso e aqueles belos cabelos cacheados escuros e tals E do nada , eu me apaixonei por ela. Junto a isso ela apareceu dizendo que já tinha se apaixonado por mim uma vez mas que tinha muita vergonha de me dizer aí eu me apaixonei por completo e sei lá , um dia ela brotou com um tal de um menino que usava o perfil de Killua. E eles estavam namorando , okei , eu superei o namoro deles. E pra variar não durou nada , eles terminaram em menos de dois meses....E eu decidi dizer o que eu sentia , mas né: "Ah , desculpa , eu te amo sim , mas como melhor amiga , nada mais doque isso" Eu não fiquei louca , eu não briguei com ela , eu só aceitei e disse pra ela que eu entendia , e que eu não posso obrigar ninguém a me amar. Mesmo depois de tudo isso , eu ainda estou amando ela , tendo pensamentos dela por perto , imaginando como vai ser quando nos encontrarmos novamente. Eu sou babaca de mesmo sabendo que ela não me ama continuar apaixonada pela minha melhor amiga ?
View Poll
submitted by LinnenYuniPqSim to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.07 19:45 Noraah_fodase Homofobica!

Olá luba♡, editores♡, bonecos de papelão (eu acho) e toda a turma que está a ver♡ Essa está sendo a minha primeira vez compartilhando uma história de um acontecimento vergonhoso relacionado a minha sexualidade, e já que estamos no mês pra meio que falar nessas coisas, eu resolvi falar desse assunto
Nota: (Eu sou bissexual mas no momento hetera já que estou namorando um garoto da mesma idade que eu, uiui)
Seguinte, eu tava lá na minha escola em mais um dia de educação física, tava indo tudo bem. Eu e uma amiga estávamos ajudando outra amiga (que não era da nossa sala) a pegar um garoto que era da nossa sala. Até aí beleza. A mina até que era bonitinha, meu lado gay ficava me dando uns sinais do tipo "Ela tá toda hora me encarando..será que quer algo? " afinal, ela também era bi.
Eis que eles se pegam e não rola nada entre a gente, até porque ela não queria e eu também não, porque eu tinha um pouco de vergonha das outras meninas da minha sala terem medo de mim já que todas sabiam que eu "taco para os dois lados" (como uma menina me disse) eis que eu estou esperando a minha amiga se trocar dentro do vestiário, as outras também estão se trocando e eu tento não olhar pra não deixar ninguém desconfortável, uma menina da minha sala chega pra mim e fala
" Bia, você pode sair? É que a gente fica meio desconfortável de se trocar com você aqu.."
Eu aceitei de boa e saí do vestiário (Claro que avisei pra minha amiga, que por sinal é muito compreensiva comigo) eu obviamente fiquei com vergonha depois, afinal parte de mim sabia que talvez elas ficariam com vergonha comigo por perto. Eu falei com a minha amiga e ela pareceu até ficar com raiva dizendo que ela foi preconceituosa, mas mesmo assim..Eu segui a aula normal :v
Mas é isso! Beijo luba♡
submitted by Noraah_fodase to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.28 09:56 fallen-Angel_666 A Homofobia

Konnichiwa!!Luba-San :'3 editores,gatas,possível convidado é turma que esta a ver ou a ler
Bom,vim conta algum que aconteceu comigo sobre minha sexualidade (sou bissexual)
Tava lá eu plena nos meus 13 anos,nessa época eu tava namorando uma garota (chama Lorena,vo expor mesmo;-;),nesse dia eu tinha saido com meu melhor amigo é uma "amiga" minha.tava tudo bem ate que minha namorada tinha me beijado e logo essa minha "amiga" começou a fala:
Guria:Nossa vocês não tem vergonha na cara não? Eu:Ta falando do que? Guria:Desse beijo ai,suas lésbicas Eu:Calma,e só uma beijo é ela também e minha namorada Guria:Eco tenho e nojo de vocês Minha namorada:Pode ir ninguém vai sentir sua falta
Depois disso foi atrás da Guria e tentei fala com ela é logo ela me deu um tapa e foi embora,tempo depois fui pra casa :/ meu triste pelo o ocorrido.É meses depois minha namorada terminou comigo é meu melhor amigo parou de fala comigo,resumindo no final me fodi e fico sozinha de novo
E isto Lubisco menor que trex
submitted by fallen-Angel_666 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.27 16:50 benign26 eu sou a babaca por me afastar da minha ex, mesmo isso significando me afastar das minhas amigas?

eu (F 16, bissexual) namorei uma garota quando tinha 13/14 anos. minha mãe descobriu pouco antes de um mês de namoro, e, sendo extremamente homofóbica, tirou meu celular por dez meses (01/02/2018 - 01/12/2018) , me trocou de sala e me proibiu de ficar remotamente perto dela. eu, estando besta de apaixonada, continuei namorando escondido. é importante destacar q meu relacionamento com minha mãe ficou completamente fodido depois disso, ela não confiava mais em mim pra nada. foi a pior época da minha vida. minha mãe, junto com minhas irmãs, são tudo pra mim. até hoje ainda tem desconfiança, mesmo eu não tendo ficado com ninguém desde essa garota e tentando ao máximo restaurar minha relação com a mamãe.
perto de completarmos 3 meses ela terminou comigo. não foi por nenhuma briga entre a gente, e sim porque ela tava com medo da mãe DELA descobrir. eu fiquei devastada, arrisquei tudo por ela e depois ela termina comigo justamente por não querer arriscar nada dela. mas, lembrando, ela não era obrigada a arriscar nada e não é esse o ponto de eu estar contando isso. quando tinha chegado em casa (ela terminou comigo na escola), já tinha aceitado (apesar de se passarem meses até que eu superasse ela por completo).
a maior parte dos meus amigos também eram amigos dela. como não houve uma briga real entre a gente, eles, a princípio, não escolheram "lados", e combinaram de se revezar em ficar comigo e com ela. o motivo de não ficarmos todos juntos parece obvio, né? eu tinha acabado de levar um pé na bunda da pessoa q eu achava q era o amor da minha vida, ÓBVIO que eu precisava de um tempo sem ela pra poder superar. aqui começa a intriga, porque algumas amigas minhas não entendiam isso. falavam que "por que parar de passar o recreio com a gente só por causa disso? você ficava com a gente antes escondida da sua mãe, não pode continuar?", mas eu queria parar de mentir pra minha mãe e queria superar a garota, essas duas coisas eram as mais importantes pra mim, já que superar ela e ter minha mãe de volta iam me ajudar a melhorar minha saúde mental. essas "amigas", não vendo pelo meu lado, pararam de falar comigo completamente, junto com minha ex que concordou com elas (o que na hora me chocou, não esperava que elas fossem infantis assim).
pelos amigos em comum que ainda temos, sei que elas até hoje me odeiam. passou tanto tempo que não sinto raiva delas, só saudade (menos da minha ex, realmente não sinto sua falta e nem entendo como já fui apaixonada por ela), até porque uma das que decidiu parar de falar comigo após isso era melhor amiga minha desde o maternal. não converso propriamente com nenhuma delas e nem as vejo há 2 anos (algumas mudaram de escola e até de cidade).
sou a babaca??
submitted by benign26 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.03.16 21:37 MaskBoyMonkelXY acho que sou incel e não to sabendo lidar com isso

Eu sou um adolescente, tenho 16 anos, eu pelo menos me considero bissexual (mas claro, acho que eu sou muito jovem pra saber perfeitamente minha sexualidade, então pode ser que isso mude alguma hora, quem sabe), e eu tenho todas as caracteristicas de um incel. Sou excluído na escola, não tenho amigos, não tiro notas exemplares, sou gordo, feio, sou cheio de acne, espinhas, tenho um vicio incontrolável por masturbação e a parte que mais me incomoda: eu tenho uma dificuldade MUITO grande pra conversar com garotas da minha faixa etária
Acho que não chega nem a ser uma dificuldade, é um bloqueio total, eu simplesmente não consigo, outro dia eu tinha que conversar com uma menina da minha sala pra me adicionar em um grupo, e até agora eu não consegui, o grupo é de lição, é uma coisa séria, e eu to perdendo matéria por não conseguir falar com ela
Nunca me relacionei com uma garota na vida, nem aqueles "relacionamento de creche", sabe? Nada, nunca tive nada que remetesse a uma relação com uma garota, inclusive, amizade com uma eu só fui ter esse ano, e ainda é uma amizade meio merda
Eu não quero ser incel, eu vejo todo mundo da minha idade namorando e fazendo sexo e eu só queria isso, eu queria me relacionar com as pessoas como um ser humano normal, eu até parei de usar o reddit porque aparentemente o reddit é "incel shit", e eu queria isso longe de mim, mas não dá, eu simplesmente não consigo conversar com garotas, e mesmo que eu conseguisse, acho que dificilmente alguma teria algum interesse em mim
submitted by MaskBoyMonkelXY to desabafos [link] [comments]


2019.12.01 22:08 mathgod88 Comportamento humano

Galera o seguinte, conheci uma menina ano passado no final do ano e começamos a sair, passamos a virada juntos e conversavamos todos os dias sem falta, éramos amigos mas sempre ficávamos e tinha esse afeto, eu fui na casa dela várias vezes jantar e assistir filme, ela veio na minha e quase sempre saíamos final de semana e continuamos por meses até que..
ela conheceu um garoto na faculdade que gostava dos mesmos desenhos que ela e eles começaram a conversar até que ela me disse que eles haviam ficado, eu fiquei triste, mesmo sabendo que não estávamos namorando eu esperava que ela tivesse mais consideração, afinal ela ficou com esse menino 1 semana depois de termos transado pela primeira vez, e eu tentei conversar com ela sobre isso , disse que não gostava e tal e quase terminamos amizade, eu senti que já tinha perdido ela mas mesmo assim continuava conversando, até que estávamos conversando e decidimos sair, foi legal e tudo e quando cheguei em casa disse que dps das férias ela provavelmente iria falar com o menino denovo e eu não ia ficar tiltado, ela disse que não estava falando com ele e que ela se irritava quando recebia mensagem dele, então ficamos próximos denovo e ela deu ideia de namorar, durou 2 meses, estávamos tão bem como amigos e nesses 2 meses de namoro ela foi se afastando e eu percebendo tentei conversar, ela não queria de jeito nenhum, perguntei se era outra pessoa e ela disse que não e simplesmente chegou a um ponto que ela se irritava comigo por qualquer coisa, eu sempre tratei ela bem, tentava motivar ela e me importava muito mas ela simplesmente falou que não queria mais, apesar de eu não ter feito nada e a mudança foi tão repentina que fiquei espantado e fiquei no pé dela correndo atrás pra tentar entender o porquê daquilo, ela é bissexual e disse que queria uma garota mas que pegava homem por ser mais fácil, mas também ela disse que não escolhia por quem ela tinha interesse, ela dizia que eu tinha sorte, depois disse que todos os homens são ratos nojentos e essas coisas foram acumulando sabe, eu não podia mais passar a mão na cabeça e eu também sabia que ela não gostava de conversar sobre, amor, relacionamento e tal, pra ela parece que foi um passatempo.
Eu atribuo isso ao fato do primeiro namoro dela de 4 anos, o cara terminou com ela e ela nunca superou, nas próximas relações dela, ela sempre terminou desse jeito e como eu sabia disso, continuei tentando fazer ela conversar e ver que nem todo homem é assim, só recebi patada e por algo bobo que eu disse sobre computação, ela disse, "você é muito estranho, não quero mais falar com você ", pra mim foi uma desculpa idiota e depois disso eu ainda tentei mas ela me bloqueou no WhatsApp, Instagram e twitter, a última coisa que ela disse foi que já estava saindo com alguém e perguntou se eu estava feliz..
antes disso ainda eu expliquei meu lado pra ela, éramos amigos, dps ela teve ideia de namorar, e dps virou nada, sendo que não houve nenhum evento catastrófico, ela disse que entendia mas que não se importava, eu tinha cuidado para contribuir com a felicidade dela dia a dia para acumular e ela me amar mais, enfim.. fui na casa dela e peguei as coisas que eu tinha dado, a mãe dela mandou mensagem em seguida perguntando oque estava acontecendo e falei pra ela, amanhã ainda irei conversar com a mãe dela enquanto ela estiver na faculdade, o fato é que evidências apontam que ela ficou tão mal pelo relacionamento que falhou que ela de alguma forma programou a mente dela para não se importar com nada, não é só em relacionamento, uma das respostas favoritas dela é "não sei" e isso me frustra, não existe nenhum esse ser humano que pode ser insensível a tudo, no final sempre queremos alguém que nos trate bem, que nós de confiança e segurança e que se importe de maneira mútua, então eu não consegui quebrar o gelo dela, ela tem que querer também mas pelo jeito ela vai ficar daquele jeito por muito tempo, alguém já passou por isso ?
Ps: ainda estou triste com tudo mas já acostumei, terminamos há uns 2 meses, disse pra mãe dela que gosto do pessoal ainda e não estou com raiva de ninguém, ela disse que não está com raiva de mim também mas agora eu sinto que não posso fazer nada, queria ajudar ela a entender as coisas, tem 19 anos a criança
submitted by mathgod88 to desabafos [link] [comments]


2019.05.02 05:49 jogafora6969 Eu não sei diferenciar meus sentimentos de amizade e a minha atração romântica.

Talvez isso esteja relacionado ao fato de nunca ter namorado - mesmo tendo quase 22 anos de idade. É muito confuso e eu sempre tenho medo de acabar magoando algum amigo ou amiga minha ou entrar em alguma situação delicada por ter entendido alguma coisa errado.

Digo amigo ou amiga pois sou bissexual. Isso é uma coisa que eu me dei conta mais recentemente, aos 18, mas olhando para trás me percebi que mesmo antes de eu ter muita noção disso eu já misturava as coisas. Tenho um amigo muito próximo desde os 14 anos e eu sempre achei que admirasse muito ele, mas recentemente ele terminou um namoro e, talvez movido pelo fogo no rabo de um recém solteiro, disse que estava com vontade de ter um experiência homossexual, por curiosidade. Uma experiência sexual comigo, no caso. Eu topei, sem pensar muito, achei que ia ser alguma coisa boba. Mas no dia mesmo (eu fui dormir na casa dele depois de uma festa) eu dei pra trás. Senti um aperto no peito, uma angústia. Uma sensação de que iria fazer algo que não devia. Naquela hora eu não entendi muito. Voltei pra casa pensativo. Ele era bonito, limpinho e, provavelmente, virginal, só qualidades positivas, não entendi a razão de não querer aquilo. Depois de muito tempo pensando me dei conta de que eu era ou fui apaixonado por ele por esses anos todos e nunca tinha me dado conta. Desisti na hora por medo de tudo aquilo vir a tona, por saber que eu seria só uma brincadeira pra ele e no fundo, bem no fundo, eu não encarar assim.


Depois disso eu fiquei uns dias sem falar com ele e desde então - já fazem uns seis meses- não temos nos falando mais tanto assim.


Em janeiro eu fui numa balada gay com minha amiga lésbica. Melhor amiga, aliás. Somos muito próximos. Bebemos bastante, dançamos, essas coisas. Numa música específica, ela me abraçou e começou a dançar de modo levemente sensual. A música era levemente sugestiva ( era Do What U Want da Gaga, como eu disse, era uma festa gay) e eu tinha muita certeza de que ela tava afim de me beijar naquela hora. Eu sei como ela faz quando quer beijar alguém, mas fiquei com medo de estar entendendo alguma coisa errado, até então ela se entendia como lésbica. No caso ela deixou de se entender depois, e também se descobriu bissexual. Inclusive agora ela está namorando um menino muito bonito, mas não consigo não ficar com um certo ciúmes. Uma sensação de que podia (ou devia?) ser eu. Não sei explicar. É um sentimento muito estranho. Ela é literalmente minha melhor amiga há bastante tempo já.


Aí não sei se o ciúmes é de perder um pouco da atenção de uma pessoa tão próxima e eu que estou caçando pelo em ovo ou se eu de fato sou apaixonado por ela também e também não sabia.


O caso mais recente dessa situação aconteceu semana passada. Eu não tenho lá muitos amigos próximos na faculdade. Eu até saio com o pessoal, bebo, beijo da boca de alguém de vez em quando e tudo mais. Mas não tenho um amigo mesmo, sabe? Então eu estava mais que disposto a mudar isso. Conheci um rapaz que parecia legal. Ele era um pouco mais novo que eu e introvertido, então parecia razoável eu, que sou extrovertido, pegar ele pela mão para desbravarmos a vida universitária juntos. Eu tinha um certo crush de amizade nele e pedi pra namorada dele nos apresentar, já que era mais próximo dela que dele. Nesse dia em específico a gente bebeu bastante e acabamos ficando amigos mesmo. O problema surgiu quando quarta passada eu fiquei sabendo que eles tinham terminado e fiquei muito feliz. Eu não entendi na hora por qual caralhos eu estava feliz com o termino dele, mas acho que acho que nesse ponto já da pra pegar o padrão de comportamento. Agora olhando pra trás vejo que o que me fez querer ser amigo dele mesmo é que ele é bonitinho e agora já nem sei mais de eu acho ele legal ou se estava sendo precipitado.


Pelo menos esse - até onde eu sei- só se interessa por mulheres, então não tem muito motivos pra eu criar muitas expectativas.


Será que algum dia eu vou ter alguma amizade de verdade? Vai ver eu só precisava tapar o buraco da carência romântica, mas também não vejo nem se quer chances de isso acontecer tão cedo.

Era só isso desabafos. Com carinho,

u/jogafora6969.
submitted by jogafora6969 to desabafos [link] [comments]


2017.11.06 12:18 brunellesk O que há de tão errado nisso?

Eu faço parte de um grupo de amigos que são mega cabeça aberta, do tipo de pessoas que sabem praticamente todos os seus podres e ainda ficam do seu lado. Pois bem, estava em uma viajem com eles, voltando pra minha cidade e já era tarde da noite, estava eu e um amigo sentados no banco do passageiro, quando de repente ele pediu pra deitar no meu colo, resumindo a história, não rolou nada demais, mas ele pegou na minha mão e foi algo carinhoso demais. Logo chegamos a nossa cidade e cada um foi para suas respectivas casas, mandei uma mensagem pra ele e fui dormir. No outro dia, fiquei surpreso com a mensagem dele, falando que estava carente, que não queria me iludir nem nada, foi aí que eu saquei, sou bissexual assumido e realmente nunca tive problemas com isso, pra mim sempre foi algo natural, nesse grupo sou o único não hetero assumido e o rapaz em questão nesse ano ainda estava namorando uma amiga minha, mas cá entre nós, ele nunca me pareceu hetero. Eu sempre senti uma atração e uma ligação muito forte com ele, mas ele nunca demonstrou reciprocidade com isto, até nessa viagem, o que me deixou extremamente feliz, mas logo veio o banho de água fria com aquela mensagem, percebi que deve ser confuso pra ele e que talvez tenha sido apenas por carência mesmo, eu ainda não encontrei ele depois do acontecido, mas acho que nada vai mudar entre nós... O que me deixa triste é que nesse ano ainda aconteceu algo parecido, um rapaz que pela primeira vez na vida eu senti amor e tivemos que terminar pois ele não conseguia assumir o que ele sentia, realmente não entendo, todos falam de amor, buscam amor, afeto, mas parece que todos têm medo disso, fogem, evitam, discriminam isso. Sei que somos apenas humanos, erramos e aprendemos, mas queria acreditar que realmente possamos um dia não ter vergonha de quem somos, do que sentimos...
submitted by brunellesk to desabafos [link] [comments]


Mulher tem relação com outra mulher, casada, e acaba tendo ... NA CAMA COM UM BI !!! CONTEI PARA MEUS PAIS QUE SOU BISSEXUAL - YouTube Nadine Gonçalves descobre pela mídia que namorado é bissexual BISSEXUAIS RESPONDEM: prefere namorar HOMEM ou MULHER ... NAMORAR UM BISSEXUAL? - MÁRCIO ME AJUDA #5 ‹ Marcenho › REYNALDO GIANECHINNI ESTÁ NAMORANDO UM ATOR GLOBAL • BISSEXUAL? QUEM É O AMOR DO GIANI? TO NAMORANDO, BRIGUEI COM MINHA IRMÃ, SOU BISSEXUAL - Suponho que... Camila Pitanga assume namoro com uma mulher e assume ser bissexual Namorado bissexual - como é, como lidar, etc? - YouTube

  1. Mulher tem relação com outra mulher, casada, e acaba tendo ...
  2. NA CAMA COM UM BI !!!
  3. CONTEI PARA MEUS PAIS QUE SOU BISSEXUAL - YouTube
  4. Nadine Gonçalves descobre pela mídia que namorado é bissexual
  5. BISSEXUAIS RESPONDEM: prefere namorar HOMEM ou MULHER ...
  6. NAMORAR UM BISSEXUAL? - MÁRCIO ME AJUDA #5 ‹ Marcenho ›
  7. REYNALDO GIANECHINNI ESTÁ NAMORANDO UM ATOR GLOBAL • BISSEXUAL? QUEM É O AMOR DO GIANI?
  8. TO NAMORANDO, BRIGUEI COM MINHA IRMÃ, SOU BISSEXUAL - Suponho que...
  9. Camila Pitanga assume namoro com uma mulher e assume ser bissexual
  10. Namorado bissexual - como é, como lidar, etc? - YouTube

oi galera eu sou o mÁrcio e bem vindos a mais um vÍdeo! ☻ BORA DEIXAR AQUELE LIKEZÃO E SE INSCREVER NO CANAL ☻ CONTATO PROFISSIONAL: [email protected] Após vários meios de comunicação falarem sobre o caso, de que o artista seria homossexual ou bissexual, já que namorou com um homem no passado, segundo suas declarações na entrevista que ... Tudo indica que Nadine Gonçalves, mãe do Neymar, não sabia que o namorado Tiago Ramos seria bissexual, nem que ele teve um romance com o cozinheiro do filho.... Fique de olho nas nossas redes sociais: ANNA CLARA : - INSTAGRAM: @annaclaracamarg, ou se vc preferir o link: https://www.instagram.com/annaclaracamarg/ - FA... Canal oficial do Cidade Alerta, programa jornalístico da Record que vai ao ar de segunda à sexta. Nesta 1ª parte, 5 bissexuais (3 mulheres e 2 homens) respondem as dúvidas mais comuns da audiência: Como se descobriram? Curtem homem e mulher igualmente? Co... Vamos falar sobre bissexualidade. Como se descobrir, como se aceitar? Vem assistir na cama com um Bi!! ASSISTA TAMBÉM: 24 HORAS NAMORANDO UM FÃ https://www.y... Perguntei pros seguidores coisas que eles supõe sobre mim e respondi se é verdade ou viagem da cabeça do povo hahaha Sigam nossas redes sociais: Instagram: h... Ter um namorado bissexual é totalmente normal, e a sexualidade não diz nada sobre caráter... Se você tem dúvidas sobre a sexualidade dele e como funciona, es... A Atriz Global Camila Pitanga revelou ao jornal extra que é bissexual e está namorando uma mulher, o nome da namorada de Camila Pitanga ainda não foi revelado. ... Um PESADEL000!